Carregando Eventos
1 de agosto de 2019 - 2 de agosto de 2019

13ª Convenção Brasileira de Hospitais (13ª CBH)

O evento marca o retorno de um dos maiores encontros estratégicos do setor saúde para região Nordeste, depois de 34 anos

Publicado em 21/06/2019

Programação da 13ª CBH vai debater temas da agenda prioritária da Saúde

Evento prevê a realização de mais de 20 palestras sobre assuntos que abordam a melhoria da qualificação, o atendimento e o resultado hospitalar

A Federação Brasileira de Hospitais (FBH), ao lado da Associação dos Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (AHSEB), promove entre os dias 1º e 2 de agosto, na cidade de Salvador, a 13ª Convenção Brasileira de Hospitais (13ª CBH). O evento marca o retorno de um dos maiores encontros estratégicos do setor saúde para região Nordeste, depois de 34 anos. A expectativa é que durante os dois dias de Convenção, cerca de três mil pessoas, entre visitantes e congressistas, aproveitem a programação, que prevê mais de 20 palestras, além das belezas naturais e artísticas da capital baiana.

A exemplo de formatos já mundialmente aprovados, a 13ª CBH se destaca pela excelência das discussões e apresentações, como também por oportunizar uma estratégica vitrine do mercado da saúde nacional, com uma área expositora de produtos, tecnologias e soluções gerenciais para o setor.

A programação do evento foi especialmente elaborada levando em consideração os temas mais atuais e os debates que estão em prioridade na agenda estratégica do Setor Saúde. Para conduzir as discussões e facilitar a troca de expertises, a 13ª CBH contará com a participação de palestrantes renomados e de lideranças institucionais, notadamente reconhecidas pela atuação na área da saúde em todo país.

Entre esses nomes, já está confirmado o de Gilvane Lolato, que foi responsável pela implementação de modelos de Acreditação Hospitalar, nacionais e internacionais, e hoje é gerente de Educação da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Outro palestrante que estará presente é o autor do livro “Plano Plurianual: teoria, prática e desafios para a sua efetividade”, Luiz Fernando Arantes Paulo. Ele é analista de Planejamento e Orçamento do Governo Federal, desde 2004, com passagens por diversos ministérios, e já ministrou cursos e treinamentos na área de planejamento estratégico governamental e gestão por resultados, inclusive para agências da Organização das Nações Unidas (ONU).

Palestras

A metodologia da Convenção prevê a realização de mais de 20 palestras, que serão ofertadas simultaneamente ao longo dos dois dias de evento, em três salas: Resultado, Qualificação e Atendimento.

Na sala dos resultados, serão discutidos temas que dizem respeito ao desempenho gerencial da unidade de saúde, a exemplo do planejamento, organização, indicadores, tributação, remuneração, entre outros.

Já na sala de qualificação, os participantes terão a oportunidade de debater, trocar experiências e obter novos conhecimentos sobre instrumentos e estratégias para melhorar o atendimento. Serão discutidos assuntos como a segurança do paciente, o papel da liderança na gestão de pessoas e a importância da comunicação para excelência hospitalar.

A sala do atendimento se propõe a observar a experiência do paciente, a humanização do cuidado. Nesta sala, serão debatidos temas que estão em evidência, a exemplo da regulamentação das teleconsultas e a importância da telemedicina.

“Essa Convenção, certamente, deixará grandes legados para região nordeste, já que estamos trazendo para Bahia, em dois de evento, os grandes nomes da saúde do cenário nacional para debater sobre temas que são atuais e prioritários para os gestores da área”, frisa o presidente da FBH, Adelvânio Francisco Morato.

Atrações artísticas e ações espontâneas dos parceiros expositores também são previstas durante a programação da 13ª CBH. ​As informações sobre a programação, bem como o canal onde interessados poderão realizar suas inscrições, podem ser acessados no portal www.convencaofbh.com.br.

Contexto

A região Nordeste é um gigantesco polo em expansão para o mercado da saúde, principalmente por se tratar de uma região que não tem vocação para produção industrial ou tecnológica voltada para o setor. O estado da Bahia conta com uma população de quase 15 milhões de habitantes, dos quais 4 milhões estão na região metropolitana de Salvador. A Bahia movimenta um volume orçamentário de cerca de R$ 245 Bilhões por ano, sendo responsável por 36% de todo o PIB da região Nordeste. Quando comparado ao plano nacional, é o oitavo do país.

No mercado da Saúde, a Bahia conta hoje com um cenário de 411 unidades hospitalares, sendo 354 delas privadas. Dentre os estados nordestinos, a Bahia é que representa a maior extensão territorial, a maior população, o maior produto interno bruto, o maior número de municípios, além de ser o estado que mais recebe turistas na região.

 

 

 

 

Destaques da CNSaúde

Parceiros